COMO SAIR DAS DÍVIDAS – PARTE 2

COMO SAIR DAS DÍVIDAS – PARTE 2

Esta é a segunda parte do artigo anterior que escrevi sobre como sair das dívidas, o Quinto Hábito Financeiro Enriquecedor. No primeiro artigo falei sobre o conceito de dívidas e neste artigo trago os 8 passos para eliminar dívidas.

Caso você não tenha visto o primeiro artigo, click abaixo:

Como sair das dívidas – Parte 1

Existem várias maneiras de eliminar dívidas. Da mesma maneira que existem muitas dietas que tem sucesso em fazer as pessoas emagrecer. Mas o ingrediente mais importante é a disciplina, tanto para quem faz a dieta, quanto para quem deseja eliminar as dívidas.

Separei em 8 passos:

  • 1. O primeiro passo é não fazer mais nenhum dívida! Pare de fazer novas dívidas ruins. Compras no Cartão precisam ser pagas à vista, sem exceção.
  • 2. Segundo passo é Conhecer a fundo todas as suas dívidas. Sei que é difícil encarar a realidade, mas é única maneira para realmente muda-la. Coloque todas as dívidas em uma planilha. Vou colocar o link aqui abaixo para você baixar a planilha de eliminação de dívidas.

Planilha Como eliminar dívidas

Nessa planilha tem a pasta para cadastrar as dívidas onde você vai colocar todas as informações. Como:

    • Tipo de dívida, se é crédito pessoal, cheque especial, financiamento, cartão de crédito, etc.
    • Instituição financeira onde fez a dívida
    • Observação sobre a dívida que você ache importante.
    • A taxa de juros de cada uma
    • Número total de prestações
    • Número de prestações a pagar
    • Valor de cada prestação

E assim por diante, na planilha vocês vão ver que é só passar o mouse no título de cada coluna e aparece a informação de como preencher.

A segunda pasta mostra quantas parcelas você vai pagar por mês até quando vai cada parcela. É o fluxo de eliminação das dívidas.

  • 3. Terceiro passo: Com a planilha preenchida, você terá a noção do valor total das  dívidas e o total das parcelas mensais que todas as dívidas somam. Se suas receitas são menores do que esse valor, então você precisa analisar se possui bens que podem ser vendidos para poder quitar dívidas. Seja o carro, jóias, relógios e até o imóvel em si. É preciso agir rápido porque o juros das dívidas são altos, bem mais altos do que o juros de rendimento dos seus bens. Foi a primeira atitude que o casal Fernanda e Guilherme tomaram!
  • 4. Quarto: Avalie se é possível fazer a portabilidade de dívidas para outras instituições com menor taxa de juros ou colocando bens em garantia e refinanciando o imóvel, caso tenha.
  • 5. Quinto: Na planilha de cadastro das dívidas, na coluna de Classificação, você vai colocar o número 1 na dívida que tem menos parcelas para terminar, 2 na segunda que tem menos parcelas e assim sucessivamente.
  • 6. Sexto: Tenha o foco em pagar primeiro a dívida de classificação número 1 e negocie as demais dívidas para pagar o mínimo ou mesmo interromper o pagamento por alguns meses. A vantagem desta estratégia é você poder conseguir ter vitórias, ou seja conseguir eliminar aquelas dívidas que serão mais rápidas de eliminar primeiro e assim você fica motivado em reduzir o número de dívidas.
  • 7. Sétimo: Consiga uma renda extra de pelo menos R$ 100,00 a mais por mês e assim destinar esse dinheiro para ajudar a eliminar a dívida da vez.
  • 8. Oitavo: Mantendo o foco em uma dívida por vez, você consegue energias para eliminar as dívidas. E a cada dívida eliminada, comemore sua conquista e comece a trabalhar a próxima dívida repetindo os passos acima.

Às vezes entrar em dívidas é rápido, mas o processo de sair das dívidas exige disciplina e paciência, pois é um processo longo.

Eu já vi muitas pessoas virarem a página e conseguirem reconstruir a vida depois das dívidas.

Como por exemplo um cliente, o Thiago. Ele é médico tem bons rendimentos e num determinado momento decidiu diversificar os investimentos e abriu um bar com um amigo. Eles tinham a ilusão que o bar ia dar bons frutos e alavancar o patrimônio deles. Mas Thiago logo descobriu que o bar dava muito trabalho e pouca receita. Em pouco tempo fecharam o bar e o Thiago além de gastar todas as economias, ficou cheio de dívidas! Ele passou dois anos eliminando as dívidas, trabalhando e colocando todos os recursos extras do trabalho para eliminar dívidas.

No mês seguinte que ele tinha terminado as dívidas e estava com R$ 3.000,00 para investir, ele me procurou para fazer o planejamento financeiro e investir corretamente, sem o sonho de que ficaria milionário do dia para a noite. Fizemos o planejamento e organizamos os gastos e investimentos. Percebemos que ele poderia adiar alguns sonhos e investir 50% da renda mensalmente.

Foi o que ele fez e depois de 7 anos ele estava totalmente recuperado e já tinha construído seu primeiro milhão de reais!! É uma história que tenho orgulho de ter participado e tenho orgulho do Thiago ter se dedicado, ter analisado as oportunidades e ideias que surgiram nesse período. E foram várias. Mas o sorriso que vejo no rosto dele nos dias de hoje em se sentir financeiramente equilibrado e tranquilo em estar construindo o patrimônio da sua liberdade financeira é motivador!

Quero deixar claro que ele continuou no mesmo trabalho, os rendimentos continuaram os mesmos, o que realmente mudou foi a maneira com que ele cuidava do dinheiro!!

Tenho certeza que como o Thiago, você também conseguirá organizar suas contas e dar a volta por cima e logo ter o mesmo sorriso que ele!

 

Related Post

Leave a Reply